Função principal dos sitemaps e seus diferentes tipos

Os Sitemaps facilitam a tarefa de informar os motores de busca sobre páginas em seus sites que estão disponíveis para indexação. O uso de um Sitemap não garante que todas as páginas do site sejam incluídas no índice de buscadores, mas fornece informação para que os indexadores sejam mais eficientes na indexação do seu site.

O Sitemap irá ser particularmente útil nos seguintes casos:

  • Se seu site tem conteúdo dinâmico.
  • Se o seu site contém páginas que o Googlebot não pode encontrar com facilidade, por exemplo, as páginas com AJAX ou Flash enriquecido.
  • Se o site é novo, tem poucos links apontando para suas paginas.
  • Se o site tem um grande numero de páginas de conteúdo que não estão bem linkados entre si ou simplesmente não estão linkados.

Você também pode usar um Sitemap para fornecer informações adicionais sobre a
páginas, por exemplo:

  • A freqüência de alteração das páginas do seu site.
  • A data em que cada página foi modificada pela última vez.
  • A importância relativa das páginas do seu site.
  • O Mapa de Site fornece informações adicionais sobre o seu site para o Google.

Tipos de Sitemaps

Sitemaps para usuarios

Este tipo de sitemaps oferecem informação ao usuário comum que tem interesse em entender melhor a estrutura do site em questão e facilita a busca de informação dentro do site. Geralmente este sitemap é uma lista de links de todas as páginas principais do site, por exemplo: http://www1.folha.uol.com.br/mapa/
Além de ajudar ao usuário este tipo de sitemap também colabora na indexação já os robôs dos motores de busca podem rastrear e indexar todas as paginas linkadas desde este sitemap.

Sitemap.xml

Este tipo de Sitemap é um arquivo XML que lista URLs de um site junto com metadados adicionais sobre cada URL (quando foi a última atualização, quantas vezes ele geralmente muda, e como é importante, em relação a outros URLs no site) para que os motores de busca possam rastrear o site de manera efetiva.

É muito importante que este arquivo não passe das 50.000 URLs ou 10MB para que a indexação seja efetiva. Se for necessário, este pode ser dividido em vários arquivos para não superar os 10 MB. Por exemplo,-noticias1.xml, sitemap-noticias2.xml, etc.

A forma mais efetiva de levar um bom controle de paginas indexadas no sitemap é dividir este por seções. Por exemplo, um Sitemap de notícias, outro de eventos, outro de produtos, etc. Assim quando enviemos o sitemap pelo webmaster tools teremos a informação de quantas URLs estão indexadas em cada sitemap.

Outro ponto para tomar em consideração quando seu site esta dividido em vários subdomínios, é necessário ter Sitemap.xml por subdomínio.

Recentemente também Google forneceu a posibilidade de inserir anotações multilíngües ou multinacionais. Estas anotações são úteis para aqueles sites que tem conteúdo focado em vários mercados ou idiomas. Com estas anotações no sitemap podemos dizer ao Robô que o conteúdo da URL X esta focado para usuários da língua inglesa e o conteúdo na URL Y esta focado para usuários da língua portuguesa.

Índice de Sitemaps

Se você for utilizar vários Sitemaps como foi recomendado anteriormente, será necesário usar um índice. Os arquivos de índice do Sitemap não podem relacionar mais de 50.000 Sitemaps, não devem ter mais de 10 MB (10.485.760 bytes) e podem ser compactados. O formato XML de um arquivo de índice é bastante similar ao formato XML de um arquivo Sitemap.

  • Deve começar com uma tag de abertura e terminar com uma tag de fechamento
  • Incluir uma entrada para cada sitemap com uma etiqueta XML principal
  • Incluir uma entrada secundara para cada etiqueta principal

Sitemap de Vídeo

O sitemap de vídeo também é um arquivo XML que pode fornecer informação sobre todos os vídeos que temos no site. É importante saber que os sitemaps de vídeo possue as condições abaixo:

  • Um Sitemap de vídeo deve conter só URLs que tenham informação do conteúdo do vídeo. Se o Google não pode compreender o conteúdo do vídeo nas URLs fornecidas, o Googlebot vai ignorar a informação.
  • Cada vídeo é identificado exclusivamente pela URL do conteúdo (o local de arquivo de vídeo real) ou, se não houver nenhum URL de conteúdo, uma URL leitor (a URL que aponta para um player do vídeo).
  • Cada Sitemap pode conter até 50.000 elementos de vídeo e não exceder 50 MB descompactado. Se você tiver mais de 50.000 vídeos, você pode enviar vários sitemaps e índices de sitemaps
  • Google pode rastrear os seguintes tipos de arquivos de vídeo:.. Mpg, Mpeg, . Mp4,. m4v,. Mov. Wmv,. Asf,. Avi,. Ra. Ram. Rm. Flv e. Swf. Todos os arquivos devem estar acessíveis via HTTP.

Para mais informação:

Sitemap de Imagens

O sitemap de imagens também é um arquivo XML. No caso de ter um site de fotografia ou um site com muitos álbuns de fotos, é recomendado ter um site de fotografia para melhorar a indexação delas.
Para cada URL que você listar no seu Sitemap, adicione informações extras sobre as imagens importantes daquela página. O seguinte exemplo mostra uma entrada de Sitemap para o URL http://example.com/muestra.html, que contém duas imagens. Você pode indicar até 1.000 imagens para cada página.

Sitemap para celulares ou dispositivos moveis

Um mapa de site para dispositivos móveis também é um arquivo XML. É importante ter em consideração que o formato do Mapa de site para dispositivos móveis vai mudar.
A seguir um exemplo de um sitemap para celulares com uma URL só:

No momento, os Sitemaps suportam e detectam automaticamente as seguintes linguagens de marcação:

Sitemaps dinâmicos

Os sitemaps dinâmicos são scripts que atualizam o arquivo XML cada vez que uma pagina ou post novo e criado no site. Os sitemaps dinâmicos são muito úteis para sites que publicam muito conteúdo, como blogs ou sites de noticias por exemplo. Abaixo encontraram alguns scripts para criar Sitemaps dinâmicos:

1 thought on “Função principal dos sitemaps e seus diferentes tipos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *